23 de dezembro de 2010


carta ao papai noel
(aquele mesmo, que mora no polo norte)
.
papai noel, meu bom velhinho, esse ano vou fingir.
vou fingir que nunca houve aquele momento. quando eu tinha 5 ou 6 anos de idade, estava em uma tarde de sol revezando as brincadeiras com minha vizinha viviane, entre a piscina em forma de feijão no quintal da minha casa, e os balanços feitos de pneu no quintal da casa dela. naquele dia eu contei o que havia te pedido de presente e a viviane, uns dois anos mais velha, riu de mim, contando que você era uma farsa. meu mundo caiu.
fiquei muito chateada com meus pais, que sempre encenaram todo o natal. só faltavam me fazer acreditar que lá em casa havia uma chaminé secreta, que era por onde você entrava.
mas esse ano a falsidade está tomando conta de mim. volto a acreditar em você e peço de presente esses pingentes da tiffany. todos eles! não são minha cara?
prometo até que abandono a chave que não sai do meu pescoço. chave que muita gente acredita ser do meu coração. inocentes... acham que eu tenho coração!
esse ano fui uma boa menina, não fui? trabalhei, fiz boas ações, sexo com camisinha.
apesar de ser blasé com o natal, a falsidade é apenas hoje. o que achas?

2 comentários:

Izabela Cosenza disse...

falsidade boa essa,bia...
tantas vezes "a ignorância é uma benção"...hehehe
beijopingente
Iza.

Gracyelly disse...

Tenta pedir pelo face ou pelo twitter!
Lindos os pingentes!
Tomara q vc ganhe sim!
E acho q vc foi muito mais feliz acreditando no Papai Noel do que sua vizinha Viviane.
Um Natal colorido e divertido, como vc!
Bjos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...