27 de fevereiro de 2010

já que eu que fiz a arte do convite, aproveito para divulgá-la e também a festa!
será na quinta-feira, dia 04.

enjoy! ^^

24 de fevereiro de 2010


fiz essa interferência sobre foto para ilustrar o poema o corvo do escritor que gosto muito: edgar allan poe! acho ele um dos maiores potenciais da literatura para inspirar o tipo de arte que gosto.
.
segue abaixo alguns trechos do poema, traduzido por fernando pessoa:

"numa meia-noite agreste, quando eu lia, lento e triste,
vagos curiosos tomos de ciências ancestrais,
eu já quase adormecia, ouvi o que parecia
o som de alguém que batia levemente a meus umbrais.
'uma visita', eu me disse, 'está batendo a meus umbrais.
é só isto, e nada mais.'
...

a treva enorme fitando, fiquei perdido receando,
dúbio e tais sonhos sonhando que os ninguém sonhou iguais.
mas a noite era infinita, a paz profunda e maldita,
e a única palavra dita foi um nome cheio de ais -
eu o disse o nome dela, e o eco disse os meus ais,
isto só e nada mais.

...

fez-se então o ar mais denso, como cheio dum incenso
que anjos dessem, cujos leves passos soam musicais.
'maldito', a mim disse 'deu-te deus, por anjos concedeu-te
o esquecimento; valeu-te. toma-o, esquece, com teus ais,
o nome da que não esqueces, e que faz esses teus ais!'
disse o corvo, 'nunca mais'.

...

'profeta', disse eu, 'profeta - ou demônio ou ave preta! -
pelo deus ante que ambos somos fracos e mortais,
dize a esta alma estristecida, se no éden de outra vida,
verá essa hoje perdida entre hostes celestiais,
essa cujo nome sabem as hostes celestiais!'
disse o corvo, 'nunca mais'.

'que esse grito nos aparte, ave ou diabo', eu disse. 'parte!
torna à noite e à tempestade! torna às trevas infernais!
não deixes pena que ateste a mentira que disseste!
minha solidão me reste! tira-te de meus umbrais!'
dise o corvo, ' nunca mais'.

e o corvo, na noite infinda, está ainda, está ainda,
no alvo busto de atena que há por sobre os meus umbrais.
seu olhar tem a medonha dor de um demônio que sonha,
e a luz lança-lhe a tristonha sombra no chão mais e mais.
e a minh'alma dessa sombra que no chão há de mais e mais,
libertar-se á... nunca mais!"

18 de fevereiro de 2010



ganha um doce (Oo) quem acertar qual é a referência da artista natalie shau para essas duas obras! rsrsrs
só faltou estar escrito 'eat-me' no potinho sobre a mesa...
.
^^

13 de fevereiro de 2010


sábado de carnaval! fiz uma seleção de som e imagem,
e também cores e sabores, que (infelizmente, ou felizmente) não dá pra postar...
.
para os ouvidos: noite dos mascarados, de chico buarque.
para os olhos: propaganda do perfume ange ou démon, de givenchy.

"_ quem é você?
_ adivinha se gosta de mim.
hoje os dois mascarados procuram os seus namorados
perguntando assim:
_ quem é você, diga logo...
... que eu quero saber o seu jogo
...que eu quero morrer no seu bloco
... que eu quero me arder no seu fogo
.
...

mas é carnaval, não me diga mais quem é você
amanhã tudo volta ao normal
deixa a festa acabar, deixa o barco correr, deixa o dia raiar
que hoje eu sou da maneira que você me quer
o que você pedir eu lhe dou
seja você quem for, seja o que deus quiser
seja você quem for, seja o que deus quiser"


9 de fevereiro de 2010


pena branca agora novamente na companhia de xavantinho...

[no vídeo: pena branca e grupo emcantar no teatro sesiminas - bh em 2006]

8 de fevereiro de 2010





vermelho sangue . vermelho violência . vermelho paixão .
.
selecionei alguns trabalhos com essa cor que está me inspirando nessa segundona.
essas são artes digitais do artista que muito admiro: ray caesar.
esse artista trabalha muito bem o infantil e a ingenuidade, misturados com o macabro e o sensual/sexual. vale a pena procurar pelo querido google sobre a história dele para entender um pouco mais sobre esses temas! ;)
.
boa semana para todos!

3 de fevereiro de 2010



se dessa vida algo eu puder levar
confirmado está o ar condicionado
este será meu par.

[fabiana zago]
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...